Saiba mais...                          Periódicos indexados

Base de dados : INDEXPSI
Pesquisa : OPÇÃO LACANIANA (todos os anos)
Referências encontradas : 518 [refinar]
Mostrando: 1 .. 40   no formato [Detalhado]

página 1 de 13 ir para página                         

  1 / 518 INDEXPSI  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54121
Autor:Nogueira, Anamaria Batista; Mota, Cláudia Nogueira; Fernandes, Paula Brant; Cançado, Rachel Capanema Ferreira.
Título:E o gozo, serve para quê? O Apólogo de São Martinho e o Juízo de Salomão.
Fonte:Opcao lacan;6(17):1-9, jul. 2015.
Resumo em português: O gozo, ao se revestir de certa utilidade, por satisfazer algumas necessidades do homem, se distancia do que Lacan nos ensinou como a ética da psicanálise. A partir da afirmação de Lacan de que "o gozo é aquilo que não serve para nada", propomo-nos a investigar sobre a serventia do gozo na dinâmica subjetiva, que, por sua vez, leva em conta a dimensão do desejo(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:PRAZER
DESEJO
UTILITARISMO (FILOSOFIA)
Descritores Psi Inglês:PLEASURE
DESIRE
UTILITARIANISM (FILOSOFIA)
Descritores Psi Espanhol:PLACER
DESEO
UTILITARISMO (FILOSOFIA)


  2 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54120
Autor:Vidal, Gustavo Miranda Fonseca e Paulo.
Título:A verdade e o seu caráter mítico: enunciado de um gozo?.
Fonte:Opcao lacan;6(17):1-10, jul. 2015.
Resumo em português: Os autores trabalham o tema do saber e da verdade na psicanálise considerando duas passagens do Seminário XVII, O Avesso da Psicanálise, onde Lacan expõe compreensões distintas sobre o mito. Ao par saber/verdade vê-se surgir o gozo como terceiro termo, que propõe não somente uma nova articulação ao referido par mas também consequências para a clínica psicanalítica(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:VERDADE
PRAZER
MITOS
Descritores Psi Inglês:TRUTH
PLEASURE
MYTHS
Descritores Psi Espanhol:VERDAD
PLACER
MITOS


  3 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54119
Autor:Santana, Vera Lúcia Veiga.
Título:A solidão do Um – transexualidade e psicose.
Fonte:Opcao lacan;6(17):1-11, jul. 2015.
Resumo em português: A transexualidade, assim como qualquer condição sexual assumida pelo ser falante, sutil e enigmática, vai depender da escolha sexual e do registro da vida erótica no gozo, no desejo e no amor. As estruturas clínicas, neurose ou psicose, estão postas para todos. Hoje, as ciências sociais, com o conceito de gênero, e a psicanálise, com o de sexuação, jogaram a pá de cal no biológico como signo de identidade sexual, mostrando que ser homem ou mulher é uma questão de posição assumida pelo ser falante, uma vez que o sexo não é dado a priori e a estrutura, neurose ou psicose, não está atrelada à condição sexual(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:TRANSEXUALISMO
PSICOSE
PRAZER
Descritores Psi Inglês:TRANSSEXUALISM
PSYCHOSIS
PLEASURE
Descritores Psi Espanhol:TRANSEXUALISMO
PSICOSIS
PLACER


  4 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54118
Autor:Alvarenga, Elisa.
Título:As mulheres e a violência de nossos tempos.
Fonte:Opcao lacan;6(17):1-12, jul. 2015.
Resumo em português: O texto aborda as relações entre o campo do feminino e a violência de nossos tempos, em que os psicanalistas são chamados a pensar a condição das mulheres. O universal da política é observado pelo viés das singularidades, havendo uma análise dos imperativos capitalistas e superegóicos entremeados à violência urbana. A partir de discussões envolvendo a violência contra as mulheres, a autora aponta os impasses do gozo na feminização do mundo(AU)
Limites:Humanos
Feminino
Descritores Psi Português:VIOLÊNCIA
PRAZER
VIOLÊNCIA CONTRA MULHER
Descritores Psi Inglês:VIOLENCE
PLEASURE
VIOLENCE AGAINST WOMEN
Descritores Psi Espanhol:VIOLENCIA
PLACER
VIOLENCIA CONTRA LA MUJER


  5 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54117
Autor:Harari, Angelina .
Título:Histeria sem ao-menos-um.
Fonte:Opcao lacan;6(17):1-5, jul. 2015.
Resumo em português: A autora aborda o tema da histeria a partir da doutrina do UM buscando seguir a lógica da histérica e do "aomenozum que ela exige" para diferenciá-la da histérica sem "ao-menos-um", ou seja, sem a amarração fálica. Ela desenvolve essas considerações a partir do ensino de Lacan do Seminário, livro 19, discorrendo acerca das linhas de congruência no Seminário 18, em que ele introduz a função do ao-menos-um, assim como nos Seminários 23 e 24 e, por fim, no texto "Considerações sobre a histeria"(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:HISTERIA
DESEJO FEMININO
LACAN, JACQUES-MARIE ÉMILE, 1901-1981
Descritores Psi Inglês:HYSTERIA
FEMININE DESIRE
LACAN, JACQUES
Descritores Psi Espanhol:HISTERIA
DESEO FEMENINO


  6 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54116
Autor:Menard, Augustin.
Título:Da histeria masculina ao "empuxo-à-mulher" da psicose. Clínica diferencial da histeria e da psicose.
Fonte:Opcao lacan;6(17):1-10, jul. 2015.
Resumo em português: A proposta lacaniana da foraclusão generalizada para todo falasser, independentemente de sua estrutura, redimensionou a clínica e a distinção entre neurose e psicose. Partindo dessa premissa, o autor aponta o risco de que a psicose ordinária seja um recurso usado, do mesmo modo que o diagnóstico de "borderline" já o foi, em outra época, em casos de dúvida; ele apresenta uma rica discussão em torno de casos clínicos que lhe permitem afirmar que a histeria não é obrigatoriamente a estrutura das mulheres. "O que é uma mulher?" é uma questão que se coloca também na histeria masculina. O artigo ressalta a cautela de não se tomar histéricos por psicóticos e ensina como usar as fórmulas da sexuação na clínica diferencial(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:NEUROSE
HISTERIA
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
Descritores Psi Inglês:NEUROSIS
HYSTERIA
DIFFERENTIAL DIAGNOSIS
Descritores Psi Espanhol:NEUROSIS
HISTERIA
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL


  7 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54115
Autor:Bassols, Miquel .
Título:As neurociências e o sujeito do inconsciente.
Fonte:Opcao lacan;6(17):1-25, jul. 2015.
Resumo em português: Nesse texto, a partir da transcrição e tradução de uma conferência dada pelo autor, encontramos sua revisão do estado atual das chamadas neurociências à luz da orientação lacaniana, assim como suas considerações da posição da psicanálise a respeito da ciência atual. Como ele aponta de saída, a relação entre psicanálise e ciência não é algo simples, pois, como Lacan disse claramente, a psicanálise não é uma ciência, mas uma prática que não poderia ter nascido sem a ciência. Nesse sentido, a psicanálise tem muito a dizer sobre a deriva da ciência atual devida ao cientificismo. O autor demonstra também como os próprios neurocientistas estão divididos a esse respeito, questionando as referências e os suportes científicos do cognitivismo(AU)
Descritores Psi Português:PSICANÁLISE
SUJEITO DO INCONSCIENTE
NEUROCIÊNCIAS
Descritores Psi Inglês:PSYCHOANALYSIS
SUBJECT UNCONSCIOUS
NEUROSCIENCES
Descritores Psi Espanhol:PSICOANÁLISIS
SUJETO DEL INCONSCIENTE
NEUROCIENCIAS


  8 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54114
Autor:MILLER, JACQUES-ALAIN.
Título:Sobre o Gide de Lacan.
Fonte:Opcao lacan;6(17):1-35, jul. 2015.
Resumo em português: Neste texto, Jacques-Alain Miller apresenta o artigo princeps de Lacan, intitulado "A juventude de Gide ou a letra e o desejo", de 1958, no qual comenta o trabalho de Jean Delay, sobre o escritor literário, segundo uma perspectiva que articula sua obra à sua vida. O texto publicado aqui reúne a transcrição e a tradução das duas primeiras partes de quatro apresentações feitas por J.-A. Miller, no fim de 1988, em seu seminário de estudos aprofundados. A escolha do tema não deixava de se relacionar com a ocorrência do Encontro Internacional do Campo Freudiano que iria ter lugar em Paris em julho de 1989 sobre o tema traços de perversão. O ensino de Miller, neste texto, elucida muito a perversão – tema tão difícil do ponto de vista de uma análise clínica - assim como nos orienta no pensamento lacaniano sobre o tema. Foi publicado originalmente em Opção Lacaniana – Revista Brasileira Internacional de Psicanálise, nº 22, agosto de 1998. Optamos por dividir o texto em duas partes nesta segunda edição em Opção Lacaniana Online. Desta forma, este número 17 traz as duas primeiras sessões e o número 18 trará as outras duas(AU)
Descritores Psi Português:DESEJO
PRAZER
PERVERSÃO
Descritores Psi Inglês:DESIRE
PLEASURE
PERVERSION
Descritores Psi Espanhol:DESEO
PLACER
PERVERSIÓN


  9 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id:54056
Autor:Daibert, Daniela de Oliveira Martins Mendes .
Título:O supereu no discurso politicamente correto.
Fonte:Opcao lacan;6(16):1-9, mar. 2015.
Resumo em português: Este trabalho tem como objetivo inspirar questionamentos a respeito do discurso politicamente correto encontrado na contemporaneidade com suas leis em excesso e sua conexão com o supereu(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:DESENVOLVIMENTO DO EU
LEIS
CONTEMPORANEIDADE
Descritores Psi Inglês:LAWS
CONTEMPORANEITY
Descritores Psi Espanhol:DESARROLLO DEL YO
LEYES
CONTEMPORANEIDAD


  10 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
Id:54055
Autor:Murta, Alberto; Schimith, Polyana; Queiroz, Sávio Silveira de.
Título:Os sombrios poderes do supereu.
Fonte:Opcao lacan;6(16):1-12, mar. 2015.
Resumo em português: Este artigo teve como objetivo investigar o desenvolvimento do supereu e suas relações com a moralidade em alguns momentos da obra freudiana. A partir dessa investigação, foi possível discriminar diferentes versões da articulação entre o supereu, a consciência moral e o sentimento de culpa(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:DESENVOLVIMENTO DO EU
MORAL
CULPA
Descritores Psi Inglês:MORALITY
GUILT
Descritores Psi Espanhol:DESARROLLO DEL YO
MORAL
CULPA
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_16/Os_sombrios_poderes_do_supereu.pdf


  11 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
Id:54054
Autor:Barros, Maria do Rosário Collier do Rêgo.
Título:Trauma, uma nova perspectiva sobre um real.
Fonte:Opcao lacan;6(16):1-9, mar. 2015.
Resumo em português: Em seu texto, Maria do Rosário escreve sobre o trauma e sua relação com a língua. Para a autora, quando Lacan fala do trauma da língua, ele se refere a um outro tipo de generalização do trauma, o do impacto das palavras escutadas, das frases pronunciadas que incidem sobre o corpo sem que tenha sido possível naquele momento lhe atribuir um sentido. O valor traumático de um acontecimento depende de certas condições e tem consequências imprevisíveis, segundo as vicissitudes do caminho seguido para tratá-lo. Daí o conceito de traumatismo incluir não só o acontecimento, mas também os seus efeitos, o que faz com que o valor traumático de um acontecimento só possa ser situado a posteriori, a partir das operações que ele convoca. Conclui, então, que o verdadeiro núcleo traumático é a relação à língua, o que convoca uma maior diversidade nas modalidades de tratamento do trauma(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:LINGUAGEM
TRAUMA EMOCIONAL
REALIDADE
Descritores Psi Inglês:LANGUAGE
EMOTIONAL TRAUMA
REALITY
Descritores Psi Espanhol:LENGUAJE
TRAUMA EMOCIONAL
REALIDAD
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_16/Trauma_uma_nova_perspectiva_sobre_um_real.pdf


  12 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
Id:54053
Autor:Caldas, Heloisa.
Título:Trauma e linguagem: acorda.
Fonte:Opcao lacan;6(16):1-14, mar. 2015.
Resumo em português: Neste texto, Heloisa Caldas trabalha o conceito de trauma e aponta que trauma não é um termo específico da psicanálise. Por isso, é necessário distinguir a forma radicalmente diferenciada com que Freud tratou o termo, dando destaque a sua articulação com outros conceitos pilares da psicanálise. A autora destaca, em especial, a relação entre trauma e linguagem em função das dimensões do tempo e do espaço que permitem pensar o corpo do falasser, seus furos e o objeto a(AU)
Descritores Psi Português:LINGUAGEM
CORPO
OBJETO
Descritores Psi Inglês:LANGUAGE
BODY
OBJECT
Descritores Psi Espanhol:LENGUAJE
CUERPO
OBJETO
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_16/Trauma_e_linguagem_acorda.pdf


  13 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
Id:54052
Autor:Ansermet, François.
Título:O traumatismo anterior ao nascimento.
Fonte:Opcao lacan;6(16):1-8, mar. 2015.
Resumo em português: Neste texto, François Ansermet levanta questões sobre o traumatismo, a ciência moderna e o nascimento. O autor se baseia no enunciado de Jacque-Alain Miller sobre o real no século XXI: a ciência moderna é capaz "de tocar no real agindo sobre a natureza: fazê-la obedecer, mobilizar e utilizar sua potência". Hoje, ela pode fazê-lo inclusive antes do nascimento, ou seja, antes mesmo da concepção, graças às biotecnologias da procriação ou às da predição. Mas, ao operar diretamente sobre o real, sabe-se de fato o que se faz? Ansermet lança a ideia de que as procriações medicamente assistidas pressupõem a produção de latusas que abalam o manejo da diferença dos sexos e das gerações. Segundo ele, essas técnicas introduzem questões inéditas em nosso campo clínico, cabendo repensar teoria e clínica para levar em conta as novas formas de subjetividade produzidas pela ciência(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:CIÊNCIA
ANGÚSTIA DE NASCIMENTO
SUBJETIVIDADE
Descritores Psi Inglês:SCIENCE
BIRTH ANXIETY
SUBJECTIVITY
Descritores Psi Espanhol:CIENCIA
ANGUSTIA DE NACIMIENTO
SUBJETIVIDAD
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_16/O_traumatismo_anterior_ao_nascimento.pdf


  14 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
Id:54051
Autor:Sagna, Philippe la.
Título:Os mal-entendidos do trauma.
Fonte:Opcao lacan;6(16):1-18, mar. 2015.
Resumo em português: A psicanálise nasceu com a questão do trauma, postulado como origem da história do sujeito. Fonte de "um corpo estranho interno" ao sujeito, o trauma foi considerado aquilo que, para ser superado, devia ser ab-reagido e, portanto, objeto de uma elaboração psíquica. A partir dessa conceituação preliminar, Philippe La Sagna, analisa o conceito de trauma desde Freud até a atualidade comentando os mal-entendidos ao redor do conceito e esclarecendo-os segundo a perspectiva lacaniana.(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:TRAUMA EMOCIONAL
GUERRA
NEUROSE
PSICANÁLISE
Descritores Psi Inglês:EMOTIONAL TRAUMA
WAR
NEUROSIS
PSYCHOANALYSIS
Descritores Psi Espanhol:TRAUMA EMOCIONAL
GUERRA
NEUROSIS
PSICOANÁLISIS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_16/Os_mal-entendidos_do_trauma.pdf


  15 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
Id:54050
Autor:Brousse, Marie-Hélène.
Título:Uma minoria oprimida.
Fonte:Opcao lacan;6(16):1-6, mar. 2015.
Resumo em português: A partir do atentado terrorista ao jornal parisiense Charlie Hebdo, em janeiro de 2015, Marie-Hélène Brousse destaca o implacável retorno religioso do culto ao sagrado que conta com a adesão de muita gente. A autora tece, então, considerações a respeito de uma minoria oprimida à qual diz pertencer: os deístas, agnósticos, livres pensadores e outros ateus. Pelo viés da psicanálise, analisa a problemática da crença e pontua que o ensino do último Lacan oferece uma nova definição do ateísmo: ser crédulo (dupe), sim, mas do real. Portanto, nem religioso, nem antirreligioso. Para esta minoria, a liberdade de escolha é aquela pela qual cada um decide ser crédulo (dupe) do real que o causa, condição que não pode ser negociada nem compartilhada, pois deriva da posição solitária de Um-sozinho.(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:RELIGIÃO
TERRORISMO
PSICANÁLISE
Descritores Psi Inglês:RELIGION
TERRORISM
PSYCHOANALYSIS
Descritores Psi Espanhol:RELIGIÓN
TERRORISMO
PSICOANÁLISIS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_16/Uma_minoria_oprimida.pdf


  16 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
Id:54049
Autor:Miller,Jacques-Alain.
Título:Je suis Charlie.
Fonte:Opcao lacan;6(16):1-20, mar. 2015.
Resumo em português: Neste texto que intitulamos Je suis Charlie a partir da frase que correu mundo, agrupamos quatro comentários de Jacques-Alain Miller nos quais ele faz uma análise sobre o atentado terrorista que atingiu o jornal satírico francês Charlie Hebdo, em 7 de janeiro de 2015 em Paris. Abordando "O retorno da blasfêmia", "A ilusão lírica", "O amor pela polícia" e "O segredo de Charlie", Jacques-Alain Miller, com sua conhecida vivacidade crítica, sustenta uma leitura psicanalítica dos acontecimentos políticos. Valendo-se de Lacan, que previu a escalada da segregação e o triunfo da religião, ele aponta ao sagrado que mobiliza êxtases e furores ao ponto de se matar ou morrer por ele; compara o lugar e o valor dado à polícia pela população durante os movimentos estudantis de 1968 e após o recente atentado; e no último comentário, numa análise bastante requintada, discute o desejo de Charlie levantando três teses e acentuando um paradoxo. A tese heroica: eram combatentes da liberdade de expressão; a tese ignóbil: visavam fazer dinheiro; e por fim, a tese clínica: estariam em uma posição suicida e melancólica. Para Jacques-Alain Miller, a terceira tese merece consideração, mas empalidece diante da primeira, uma vez que o heroísmo de um melancólico, assim como o de um psicótico, de um perverso ou de um neurótico, continua a ser um heroísmo. Enquanto o órgão satírico se torna objeto das mesmas ameaças que Charlie, ele se compromete com seus colegas a "rir de tudo", exceto da "liberdade de poder fazê-lo", sustentado assim a ética de um desejo decidido.(AU)
Limites:Humanos
Descritores Psi Português:RELIGIÃO
AMOR
DESEJO
Descritores Psi Inglês:RELIGION
LOVE
DESIRE
Descritores Psi Espanhol:RELIGIÓN
AMOR
DESEO
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_16/Je_suis_Charlie.pdf


  17 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48961
Autor:Ratti, Fabiana; estevão, Ivan.
Título:Instituição e ato psicanalítico em sua extimidade.
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-12, 2015.
Resumo em português: O presente artigo foca o conceito de extimidade e como ele pode ser um operador para a prática do psicanalista lacaniano, tanto no atendimento individual clínico, como em instituições em sua interface com a direção, os funcionários e o convívio diário com os pacientes(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto9.html


  18 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48960
Autor:Teixeira, Antônio.
Título:Já não creio mais em minha psicótica" (Considerações intempestivas sobre a psicose ordinária).
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-21, 2015.
Resumo em português: O autor tenta dimensionar, retroativamente, os efeitos gerados pela introdução, em 1997, do termo de psicose ordinária no campo teórico clínico indagando o que se passava, então, por ocasião do surgimento desse termo e sobre que tipo de situação o psicanalista passou a intervir. Sua hipótese inicial é que esse momento seria tributário de uma situação determinada, política e socialmente, pela participação crescente de profissionais arcados pela orientação psicanalítica nos serviços de atendimento em saúde mental(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto8.html


  19 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48959
Autor:Maleval, Jean-Claude.
Título:Por que a hipótese de uma estrutura autística?.
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-40, 2015.
Resumo em português: Neste artigo, Jean-Claude Maleval apresenta os elementos que sustentam a hipótese de uma estrutura autística, inicialmente estabelecendo diferenças bastante precisas entre o autismo e a esquizofrenia. Dentre os fundamentos da estrutura autística estão: um funcionamento subjetivo específico, o primado do signo, a retenção da voz, a vontade de imutabilidade, produções escritas características, a ausência de delírio, de alucinação e de desencadeamento(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto7.html


  20 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48958
Autor:Andrade, Cleyton.
Título:Escrita poética chinesa e a interpretação no último Lacan.
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-12, 2015.
Resumo em português: Para que a poesia possa permitir a interpretação analítica, ela não pode ser sustentada pela fala e sim pela escrita. O melhor exemplo encontrado por Lacan é a escrita poética chinesa. Através desse argumento, o texto procura pensar uma interpretação que se mantenha no último Lacan(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto6.html


  21 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48957
Autor:Garcez, Marcia Müller.
Título:Gala de Salvador Dalí: mulher, musa, Gradiva e sinthoma.
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-9, 2015.
Resumo em português: O presente texto pretende explorar a função de Gala na vida do pintor surrealista – Salvador Dalí – a partir da parceria amorosa, seus efeitos na produção artística e a articulação com a teoria lacaniana do sinthoma(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto5.html


  22 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48956
Autor:Lima, Christiano Mendes de .
Título:James Joyce e Nora: há relação sexual.
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-13, 2015.
Resumo em português: Interrogamos neste texto a afirmação de Lacan acerca da existência da relação sexual entre Joyce e Nora. Com base em que elementos Lacan pôde dizer isso? A fim de procurar responder essa questão, faremos uma leitura detalhada do capítulo V do Seminário 23, recorreremos a aspectos biográficos, acompanharemos alguns escritos joyceanos e leremos algumas de suas cartas, especialmente aquelas endereçadas à sua mulher, Nora(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto4.html


  23 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48955
Autor:Machado, Ondina .
Título:Sexualidade virtual.
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-11, 2015.
Resumo em português: Para a psicanálise, a sexualidade ultrapassa os gêneros e se coloca para cada um como um modo de gozo que não se reparte no binarismo homem ou mulher, tampouco serve para advogar em prol de uma multiplicidade infinita. Se o encontro com o sexo é um acontecimento contingente, o que aí se fixa é um modo de responder à relação que não há. Tendo isto em vista, este artigo percorre as diferentes maneiras de se haver com o sexo nos dias atuais. A sexualidade não fica imune às mudanças ocorridas no Outro da cultura, assim, a abundante oferta de pornografia, os games, o transgênero e a neutralidade pronominal são discutidas à luz da psicanálise de orientação lacaniana a quem interessa localizar no discurso o lugar do objeto, não sua significação fruto de identificações retiradas do Outro da cultura, invólucros possíveis ao gozo que sempre será do Um(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto3.html


  24 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48954
Autor:Badari, Patricia.
Título:"Vingança pornô", versão atualizada da degradação da vida amorosa?.
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-7, 2015.
Resumo em português: A partir das "Contribuições à psicologia do amor" de Freud, a autora levanta algumas hipóteses de investigação sobre o que poderia estar em questão na chamada "vingança pornô". Seria ela uma versão atualizada da degradação da vida amorosa por parte dos homens? Seria um modo dos homens contemporâneos fazerem existir a "não relação sexual"? Para alguns destes sujeitos, a "vingança pornô" pode ser um sintoma como resposta à falha estrutural da linguagem em nomear a anatomia sexual ou a proporção sexual. Como se apreende um corpo como homem? E, como um homem pode se virar com uma mulher? Ou mais precisamente com a alteridade damulher?(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto2.html


  25 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48953
Autor:MILLER, JACQUES-ALAIN.
Título:Sobre o Gide de Lacan.
Fonte:Opcao lacan;6(18):1-13, 2015.
Resumo em português: Neste texto, Jacques-Alain Miller apresenta o artigo princeps de Lacan, intitulado "A juventude de Gide ou a letra e o desejo", de 1958, no qual comenta o trabalho de Jean Delay, sobre o escritor literário, segundo uma perspectiva que articula sua obra à sua vida. O texto publicado aqui reúne a transcrição e a tradução das duas primeiras partes de quatro apresentações feitas por J.-A. Miller, no fim de 1988, em seu seminário de estudos aprofundados. A escolha do tema não deixava de se relacionar com a ocorrência do Encontro Internacional do Campo Freudiano que iria ter lugar em Paris em julho de 1989 sobre o tema traços de perversão. O ensino de Miller, neste texto, elucida muito a perversão – tema tão difícil do ponto de vista de uma análise clínica - assim como nos orienta no pensamento lacaniano sobre o tema. Foi publicado originalmente em Opção Lacaniana – Revista Brasileira Internacional de Psicanálise, nº 22, agosto de 1998. Optamos por dividir o texto em duas partes nesta segunda edição em Opção Lacaniana Online. Desta forma, o número 17 trouxe as duas primeiras sessões e este número 18 traz as outras duas(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/texto1.html


  26 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
Id:48952
Autor:Rosa, Gresiela Nunes da.
Título:O falo, o amor ao pai, o silêncio e o amor no real.
Fonte:Opcao lacan;5(15):1-5, 2014.
Resumo em português: O amor ao pai é uma saída para que a menina possa lidar com o encontro com o sem sentido. Temos aí a entrada na neurose. A análise, no entanto, permite inventar outra maneira de amar na medida em que possibilita uma nova relação com o sem sentido(AU)
Descritores Psi Português:AMOR
FALICISMO
PRAZER
PSICANÁLISE
Descritores Psi Inglês:AMOR
PHALLICISM
PLEASURE
PSYCHOANALYSIS
Descritores Psi Espanhol:AMOR
FALICISMO
PLACER
PSICOANÁLISIS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero15/texto10.html


  27 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48951
Autor:THOMPSON, SABRINA.
Título:Documentários brasileiros contemporâneos: do saber do outro a um outro saber.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-10, 2010.
Resumo em português: Este texto, apresentado nas jornadas de cartéis da EBP/SP, procura investigar as modificações na trajetória do cinema documentário brasileiro, que na contemporaneidade, parecem apontar para uma invenção particular em sua tessitura(AU)
Resumo em inglês: This text, presented in the events of Cartels EBP/SP, investigates the changes in the route of the Brazilian documentary film, which contemporarily seems to indicate a specific invention in its interlacing work(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto12.html


  28 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48950
Autor:NUNES, ELIANE LIMA GUERRA.
Título:O ardor e a dor de amor nas canções de Winehouse.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-8, 2010.
Resumo em português: A linguagem artística, em cada estilo peculiar, transforma emoções em sentidos para seu público, criando, assim, um laço social entre público e artista. Aspectos da clínica psicanalítica atual com mulheres e a toxicomania são abordados pelo cancioneiro da jovem inglesa Amy Winehouse(AU)
Resumo em inglês: In each of its peculiar style, the artistic language converts emotions into senses for its public, creating, thus, a social bond between the audience and the artist. Aspects of psychoanalytic clinic with women and drug addiction are addressed by the young English Amy Winehouse’s collection of songs(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/pdf/numero_3/O_ardor_dor_amor_can%C3%A7%C3%B5es_Winehouse.pdf


  29 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48949
Autor:ARAÚJO, MARIA NOEMI DE.
Título:Qual a origem da imagem de Saturno na capa de O seminário, livro 4: a relação de objeto?.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-5, 2010 ilus.
Resumo em português: A autora fala sobre as possibilidades que a representação de Saturno, pintadas por Rubens (1577-1640) e Goya (1746-1828), oferecem para a compreensão do Seminário 4 de Lacan. A ação do Saturno de Rubens está na mordida que sustenta o corpo solto no espaço cósmico; Goya desloca essa ação ‘mordedora’ para as mãos do devorador, fincadas no dorso do corpo imobilizado. Essa imagem remete à mordedura do cavalo, citada por Lacan como uma representação da voracidade da mãe sobre o filho(AU)
Resumo em inglês: The author speaks about the possibilities that Rubens’ (1577-1640) and Goya’s (1746-1828) representations of Saturn offer to the understanding of Lacan’s Seminar 4. Saturn’s action by Rubens lies in the bite that supports the loose body in the cosmic space; Goya transfers that “biting” action to the hand of the devourer, stuck into the dorsum of the immobilized body. That image is related to the horse’s biting, mentioned by Lacan as a representation of mother’s voracity upon her child(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto10.html


  30 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48948
Autor:VIOLA, SANDRA.
Título:A operação redução e o chiste.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-6, 2010.
Resumo em português: Este trabalho se dispõe a demonstrar como o chiste “Familionário” traduz a operação de redução proposta por Miller em seu seminário no Brasil, publicado como “O osso de uma análise”, e no curso “Parceiro-sintoma”. Assim sendo, podemos deduzir que o chiste e o final de análise são operações que se aproxima(AU)
Resumo em inglês: This work attempts to demonstrate how the wit "Familionaire” translates the reduction operation proposed by Miller in his seminar in Brazil, published as The Analysis reminds, and in his course named Symptom-Partner. Therefore, we conclude that the wit and the end of an analysis are operations that approach each other(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto9.html


  31 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48947
Autor:BELAGA, GUILLERMO A.
Título:O sintoma como uma metáfora da arte.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-9, 2010.
Resumo em português: Segundo o autor, perguntar-se sobre o sintoma como modo-de-gozo implica levar em conta que Lacan postulou que não existe conaturalidade entre a pulsão e seus objetos. Nesse nível onde não há Outro, se constitui uma passagem ao limite em que cada um possui como partenaire um sintoma, cuja verdadeira natureza é o objeto a. Ele afirma também que a orientação lacaniana tenta sustentar o sintoma em sua varidade no passe, que cria um estilo de vida que contempla a ex-sistência do sem-sentido e o gozo(AU)
Resumo em inglês: According to the author, by asking about the symptom as a way-to-jouissance implies one has to consider Lacan’s postulate according to which there is no conaturality between drive and its objects. At this level, where there is no Other, there is a passage to the limit where each one of them has a partner as a symptom, and its true nature is the object a. He also states the Lacanian guidance attempts to sustain the symptom in its variation at the pass, which creates a life style that contemplates the ex-sistence of the meaningless and the jouissance(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto8.html


  32 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48946
Autor:CAMPOS, SÉRGIO DE.
Título:O final de análise e a arte da pintura.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-6, 2010.
Resumo em português: O autor fala de sua relação com a pintura, em especial, em função de seu final de análise. Ele parte da experiência infantil com o caleidoscópio, brinquedo composto de imagens e pensamentos que lhe oferecia refugio em longas horas de devaneios e reflexões. Descreve sua experiência traumática com o olhar que através do tratamento analítico permitiu retomar a arte da pintura e verificar como ela silenciava a voz do supereu. Finalmente compara a arte de pintar ao savoir y faire do analista(AU)
Resumo em inglês: The author speaks about his relationship with the art of painting, in especial, as a function of the end of his analysis. He starts at the childhood experience with the kaleidoscope, a toy made up of images and thoughts that sheltered him as he mused and reflected during long hours. He describes the traumatic experience he had with the look, and the way the psychoanalytical treatment allowed him to resume the art of painting and discover that painting would silence the superego’s voice. Finally, he compares the art of painting to the analyst’s savoir y faire(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto7.html


  33 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48945
Autor:HOLCK, ANA LUCIA LUTTERBACH .
Título:Alguns comentários sobre a transmissão e o ensino do passe como AE.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-3, 2010.
Resumo em português: A autora se refere ao final de análise e ao dispositivo do passe que a nomeou Analista da Escola. Relata a passagem de uma história autobiográfica para um testemunho de uma analisante escrito com a memória do sem sentido das marcas deixadas no corpo. Ela fala sobre as mutações sofridas em sua história, dos efeitos de desidealização, das ficções que resultaram na fixão do gozo e das transformações daquilo que não acaba, que dura, persiste, que é único em cada parlêtre(AU)
Resumo em inglês: The author portrays the end of her analysis and the pass process that granted her the title of School Analyst. She reports the passage of an autobiographical history to the testimony of an analysis, written with the memory of meaningless traces left in her body. She talks about the mutations she underwent in her history, about the effects of idealization loss, of fictions that brought about the fixation of jouissance and about the transformations of that which never ends, lasts forever, persists and is unique in every parlêtre(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto6.html


  34 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48944
Autor:HARARI, ANGELINA.
Título:Ponto de emergência do desejo do analista?.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-6, 2010.
Resumo em português: A autora interroga o ponto de emergência do desejo do analista a partir de três sonhos que podem ser considerados como sonhos de fim de análise. Trata-se de três sonhos relatados em três análises distintas. Em cada um desses sonhos, ela avalia se houve ou não emergência do desejo do analista naquela análise. Conclui que na terceira análise isso se deu, levando-a à demanda de passe coroada por sua nomeação em dezembro de 2009(AU)
Resumo em inglês: The author questions the point where the analyst’s desire emerges based on three dreams that can be considered end-of-analysis dreams. The three dreams were reported in three distinct analyses. In each one of those dreams, she evaluates whether the analyst’s desire in that analysis happened to emerge. Her conclusion is that in the third analysis that emergence took place, leading her to the demand of pass, crowned by her nomination in December 2009(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto5.html


  35 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48943
Autor:LAURENT, ÉRIC.
Título:Lacan analisante.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-7, 2010.
Resumo em português: Segundo o autor, Lacan analisante é aquele que soube sonhar mais longe que Freud e afrontar o insuportável da questão feminina para um homem, em termos que renovariam definitivamente a psicanálise. Graças à letra ele acabará produzindo o matema, a causa ininscritível da paixão entre os sexos. Ele poderá se apoiar nessa escritura para formular um amor que inscreve a indignidade pulsional. Trata-se do amor “mais digno”, almejado por Lacan analisante(AU)
Resumo em inglês: According to the author, Lacan as an analysand is the one who could dream even farther than Freud and face the feminine issue, unbearable to a man. He did it in terms that would renew psychoanalysis for good. Thanks to the letter, he would end up by producing the mathema, the inscribable cause of passion between sexes. He will be able to take that scripture as a support to formulate a kinf of love that inscribes drive indignity. It is a matter of the “more dignifying” love, sought by Lacan in analysis(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto4.html


  36 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48942
Autor:CORREIA, THAÏS MORAES.
Título:Casos raros: as psicoses ordinárias na clínica do delírio generalizado.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-12, 2010.
Resumo em português: O trabalho aborda a questão da psicose ordinária e suas consequências na clínica do delírio generalizado e faz uma retrospectiva a respeito da psicose em Freud, Lacan e Miller. Utiliza-se, para tanto, do estudo de casos raros em uma perspectiva clínica e epistêmica(au)
Resumo em inglês: The paper addresses the issue of ordinary psychosis and its consequences in the clinic of general delusion; it also looks back into psychosis in Freud, Lacan and Miller. For those purposes, the study of the rare cases is developed from a clinical and epistemological perspective(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto3.html


  37 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48941
Autor:ZBRUN, MIRTA.
Título:A clínica diferencial das psicoses e as psicoses ordinárias.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-9, 2010.
Resumo em português: O texto faz um percurso no ensino de Jacques Lacan de sua concepção do tratamento possível das psicoses consideradas como déficit de um significante primordial à sua concepção como clínica do que faz suplência, para cada sujeito, à foraclusão do gozo, na qual podemos situar as psicoses ordinárias(AU)
Resumo em inglês: This paper explores a route in Jacques Lacan’s teaching from its conception of the possible treatment of psychoses considered as a deficit of a primordial significant to its clinical conception of supply, for each subject, to the foreclosure of jouissance, where we can find ordinary psychosis(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto2.html


  38 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48940
Autor:MILLER, JACQUES-ALAIN.
Título:Efeito do retorno à psicose ordinária.
Fonte:Opcao lacan;1(3):1-30, 2010 ilus.
Resumo em português: Nessa conferencia, Jacques-Alain Miller retoma o tema das psicoses ordinárias, visando esclarecer os motivos clínicos que o levaram a criar em Antibes este sintagma. Esses motivos estão ligados à dificuldade de discriminação entre neurose e psicose baseada na inscrição, ou não, do significante do Nome-do-Pai do primeiro ensino de Lacan. Observava-se na prática analítica um aumento do número dos casos em que não se conseguia decidir o diagnóstico. Miller acentua que a neurose é uma categoria específica e insiste que, nos casos de psicose ordinária, devemos tentar situar de que psicose se trata. Ele nos conduz à afirmação de Lacan no final do seu ensino: a ordem simbólica é um delírio, inclusive em sua própria construção, o que implica uma mudança do estatuto do Nome-do-Pai. Demonstra com vinhetas clínicas as vantagens da criação da psicose ordinária como categoria clínica lacaniana: por um lado, leva à afinação do conceito de neurose e, por outro, conduz à generalização do conceito de psicose. Na clínica borromeana, fundamentada na foraclusão generalizada, o Nome-do-Pai sempre é um predicado, ou seja, um elemento que, para cada sujeito, cumpre a função de amarração dos registros(AU)
Resumo em inglês: In this conference, Jacques-Alain Miller resumes the theme of ordinary psychoses in an attempt to clarify the clinical reasons that led him to create that phrase in Antibes. Those reasons are related to the clinical difficulty to make a binary discrimination between classical Lacan’s neurosis and psychosis. In the analytical practice one can observe there is an increase in the number of cases in which the diagnosis cannot be decided according to those criteria, and the borderline between neurosis and psychosis has been increasingly thicker along years. Miller highlights that neurosis is a specific category and insists on the fact that, in the cases of ordinary psychosis, we must try to elicit what psychosis it is. He guides us to Lacan’s statement in his late teaching: the symbolic order is a delusion, including its own construction, which implies a change in the Name-of-the-Father’s statute. He ends his presentation by demonstrating, with clinical excerpts, the advantages of the creation of ordinary psychosis as a Lacanian clinical category: on the one hand, it leads to fine tuning of the concept of neurosis, and on the other hand, it leads to the generalization of the concept of psychosis. In Borromean clinic, based on the generalized foreclosure learned from late Lacan, the Name-of-the-Father is always a predicate, that is, an element which, for each subject, complies with the function of tying up the registers(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero3/texto1.html


  39 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48916
Autor:MARIÁS, KÁTIA.
Título:Da existência da relação sexual em Freud. Um percurso a partir do encontro entre Freud e Jung e o debate sobre a teoria da libido.
Fonte:Opcao lacan;1(2):1-13, 2010.
Resumo em português: As discordâncias entre Freud e Jung sobre a libido estão presentes desde o início. Apesar de percebermos claramente a tentativa de Jung em fazer existir a relação sexual, em Freud, essa mesma tentativa só é evidenciada por Jacques-Alain Miller em seu Curso de 2008-2009(AU)
Resumo em inglês: Differences between Freudian and Jungian ideas about the libido are present from the beginning of their theoretical exchange. Jung clearly considered the existence of human sexual relation as an unquestionable fact; Freud also tried to demonstrate that, but it is not so evident in his theory. It is made evident by Jacques-Alain Miller’s comments in his 2008-2009 course(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero2/texto13.html


  40 / 518 INDEXPSI  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Texto em PDF
PSI Express
Id:48915
Autor:BADARI, PATRICIA.
Título:Quando o capital amoroso termina.
Fonte:Opcao lacan;1(2):1-4, 2010.
Resumo em português: Esse trabalho visa discutir as patologias do ato e as parcerias ou contratos sintomáticos, a partir de um filme. Peter Egerman, personagem do filme “Da vida das marionetes” de Ingmar Bergman, mata uma prostituta e faz coito anal, após o assassinato. E diante de tal ato, colocamos uma questão: qual a significação subjetiva que poderíamos supor sobre esse ato criminoso ou esse ato subjetivo?(AU)
Resumo em inglês: This paper aims to discuss the pathologies of the act, partnerships and symptomatic contracts considering a film. Peter Egerman, a character from the movie "The Life of Puppets" by Ingmar Bergman, kills a prostitute and does anal intercourse after the murder. Considering such act, we raise a question: what subjective meaning should we expect on this criminal or subjective act?(AU)
Descritores Psi Português:PSIEXPRESS
Meio Eletrônico:http://www.opcaolacaniana.com.br/nranterior/numero2/texto12.html



página 1 de 13 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : INDEXPSI Formulário avançado   
Pesquisar por : Formulário livre   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           
Search engine: iAH v2.6.1 powered by WWWISIS
BIREME/PAHO/WHO - Latin American and Caribbean Center on Health Sciences Information